Notícias

Energisa vai investir R$ 145 milhões para interligar regiões isoladas do Acre ao SIN

13 de março de 2019

Clientes dessas áreas são abastecidos atualmente por usinas termelétricas; iniciativa levará energia mais segura e confiável à região e reduzirá a emissão de poluentes

Cinco usinas termelétricas do Acre – que geram energia mais cara e poluem a atmosfera – serão desativadas até o fim de 2025, seguindo um plano de investimentos de R$ 145 milhões da Energisa na distribuidora Eletroacre. O projeto prevê a ligação das cidades atendidas por esses sistemas isolados ao Sistema Interligado Nacional (SIN), beneficiando mais de 60 mil clientes, espalhados por sete municípios.

Com a desativação dessas térmicas, a Conta de Consumo de Combustíveis (CCC) terá uma redução de mais de R$ 183,4 milhões por ano. Trata-se do encargo pago na tarifa de todos os clientes das distribuidoras de energia elétrica do país para subsidiar os gastos com abastecimento de áreas atendias por sistemas isolados. Isto representará a redução de emissões de 135 mil toneladas de gás carbônico equivalente (CO2e) nessa atividade, com a eliminação de 57,3 milhões de litros no consumo de óleo diesel usados na geração de eletricidade anualmente.

Uma das principais melhorias previstas para o estado diz respeito à confiabilidade da energia. Enquanto os sistemas isolados dependem de uma única fonte de geração, no caso, a usina termelétrica, as regiões interligadas ao SIN são abastecidas por diversas usinas, como hidrelétricas e eólicas. “Se houver algum problema em alguma dessas unidades, as outras quase sempre conseguem suprir o fornecimento, evitando apagões como o que ocorreu em Cruzeiro do Sul, em janeiro de 2018”, explica o diretor-presidente da empresa, José Adriano Mendes Silva. Na ocasião, a segunda maior cidade do Acre ficou sem energia por nove horas devido a um incêndio na usina da Guascor, que abastece o município. O impacto nos indicadores de qualidade da distribuidora somente por conta deste episódio foi de 6,28 horas no DEC (duração das interrupções no fornecimento).

As obras incluem a construção de 264 km de linhas de transmissão e distribuição e cinco novas subestações, divididas em dois blocos, nas cidades de Assis Brasil, Manoel Urbano, Feijó, Tarauacá, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves. Ao todo, a capacidade instalada será de 100 MVA.

José Adriano destaca ainda os efeitos positivos da interligação dessas áreas. “O Acre possui muitas regiões remotas com problemas de abastecimento provocados pelos sistemas isolados de geração, abastecidos por usinas termelétricas. Elas queimam combustíveis fósseis e produzem muitos gases poluentes, além de serem mais caras. Com a interligação dessas cidades, vamos ganhar em muitas frentes, já que teremos uma energia mais limpa, confiável e estável”, destaca o executivo.

No Bloco I, serão investidos R$ 83 milhões nas localidades de Assis Brasil e Manoel Urbano, onde serão construídas duas subestações e duas linhas de distribuição até 2021. Já no Bloco II, serão investidos R$ 62 milhões nas localidades de Feijó, Tarauacá, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves. As obras deverão ter início após a licitação e construção da Linha de Transmissão rede básica em 230 kV interligando Rio Branco a Cruzeiro do Sul, com previsão de conclusão em 2025, segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O projeto do Bloco II prevê a construção de três subestações e três linhas de distribuição nesses locais, aumentando a confiabilidade do sistema elétrico que atende à região.

Parte dos valores investidos nessas obras faz parte do pacote de R$ 228 milhões de investimentos que a Energisa fará na Eletroacre, que também abrange a ampliação e modernização dos sistemas, a capacitação de equipes, a ampliação do atendimento e da logística na região e a melhoria dos canais de atendimento ao cliente. Além dos investimentos previstos, a Energisa já havia aportado cerca de R$ 239 milhões em 2018 para regularizar dívidas e melhorar a saúde financeira da concessionária.

MAIS NOTÍCIAS


Veja também:

Confira as agências de atendimento da Eletroacre-Energisa20 de agosto de 2019RIO BRANCO Rua Leblon, nº 142, SALA 03 – Bairro: Ivete Vargas – CEP 69900-190. Horário de Funcionamento: segunda a sexta das 08h às 16h. Rua Quintino Bocaiúva, nº 299 – Centro. Horário de funcionamento: segunda a sexta das 07h30 às 15h30.   (...)
Eletroacre leva Projeto Nossa Energia para a ExpoAcre 201925 de julho de 2019A Eletroacre, empresa do Grupo Energisa, participa da maior feira de agronegócios do Estado do Acre, entre os dias 27 de julho a 04 de agosto. O stand Nossa Energia mostrará instrumentos e experimentos lúdicos e interativos, que atendem ao público infantil, jovem e adulto, (...)
Eletroacre inaugura nova subestação Alto Alegre10 de julho de 2019Instalações modernas proporcionam mais energia à capital acreana e região A Eletroacre, empresa do Grupo Energisa, inaugura a nova subestação Alto Alegre, nesta quarta-feira (10), ampliando em cerca de 25% a capacidade de fornecimento de energia elétrica para atender os (...)
Processo seletivo de formação de eletricistas10 de julho de 2019Curso terá 60 vagas e as inscrições vão até 19 de julho O Senai está possibilitando a abertura do processo seletivo para curso de formação para eletricistas de redes de distribuição de energia elétrica em Rio Branco e Cruzeiro do Sul, e a Eletroacre apoia esta (...)