Profissionais contam experiência de atendimento à população e de levar energia aos mais diversos lugares

A Energisa está com cerca de 50 vagas para a contratação na capital e interior. O salário oferecido depende do cargo, experiência e formação. Além da remuneração, o funcionário terá direito a planos de saúde e odontológico, previdência privada, Gympass, Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR), entre outros. Os interessados devem ser cadastrar na plataforma de carreiras pela internet.

No estado, a Energisa tem 2600 funcionários. É a empresa que mais emprega em Mato Grosso, segundo dados da Federação das Indústrias (Fiemt). A maior parte das novas oportunidades é para eletricistas. Um deles é o Gilseli Felix. Ele trabalha na Energisa há mais dez anos.  “Embora muitos só se deem conta da importância da energia na hora que ela falta, trata-se de um serviço essencial. É gratificante saber que tenho um papel tão importante nesse momento desafiador que o mundo inteiro está enfrentando”, comenta o eletricista.

Durante a pandemia, o Gilseli viu o trabalho ser cada vez mais valorizado pelos clientes, por conta das mudanças comportamentais e a necessidade de estar em tempo integral em casa. De acordo com o eletricista, a aproximação com os clientes foi muito maior. “Antes, quando ia realizar algum trabalho de manutenção em uma região residencial, as casas estavam vazias. Hoje em dia, com muita gente fazendo home office, acabo conhecendo os moradores, que fazem questão de demonstrar o quanto ficam agradecidos pela realização do serviço”, comenta.

Poste vai até de barco no Pantanal

Mato Grosso é o terceiro maior estado do Brasil. Perde apenas para Amazonas e Pará. Também possui três biomas diferentes em seu território: Amazônia, Cerrado e Pantanal. Para poder atender cada cliente de acordo com a característica territorial, as equipes recebem treinamentos específicos. 

O Wandeyr Furrer está alocado em Barão de Melgaço, cidade no interior do estado, e utiliza o barco como o veículo de transporte. “Tem dia que o poste vai pelo rio mesmo. Costumo dizer que o trabalho aqui já conta com desafios independentemente do cenário de pandemia. Existem locais de atendimento que levam muitas horas para chegar e não é possível retornar no mesmo dia. O planejamento precisa ser redobrado para ser o mais eficiente possível nas manutenções”, explica Wandeyr.

Dia do Eletricista. Dia de agradecer.

Os obstáculos naturais também trazem surpresas que enchem os olhos do colaborador durante o percurso. Wandey conta que já se deparou com jacarés, capivaras, veados e até onça pintada. “Sou privilegiado pela oportunidade de ter um trabalho como esse. Nosso maior compromisso é com o atendimento prestado. Além disso, enxergo a população daqui como uma mistura de cliente e família. Trabalhamos para entregar o melhor, com a convicção de que sempre é possível evoluir”, afirma o profissional, que nesse dia 17 de outubro comemorou o dia do Eletricista.