Vistoria vai notificar empresas que deixam cabos soltos, prejudicando a imagem da cidade e a segurança da população

A Energisa fiscalizará até julho de 2022 cerca de 520 mil postes em Mato Grosso para identificar se há cabos de telecomunicações soltos ou instalados irregularmente. A iniciativa faz parte de um projeto que teve início em julho deste ano e tem por objetivo garantir mais segurança para a população e melhorar o visual das cidades 

O trabalho é feito em duas etapas. Na primeira, a equipe está identificando e classificando todos os cabos que estão inseridos nos postes. Após a checagem, todas as empresas de telecomunicações que possuem cabos em alguma situação irregular serão notificadas e receberão prazos para que a regularização seja feita.

No total, são 115 operadoras que possuem contratos com a Energisa para poder compartilhar o uso dos postes. Essa utilização precisa ser, obrigatoriamente, autorizada pela Energisa. Porém, a ANEEL e ANATEL são agências que regulam e estabelecem as responsabilidades de cada empresa. Ou seja, a concessionária cede o espaço para os cabos de telefonia e internet e as empresas de telecomunicação fazem a instalação e manutenção do cabeamento delas, evitando fios soltos, muito baixos ou até próximos demais da rede elétrica.

“A Energisa está agindo para eliminar o excesso de cabos soltos e não identificados e para regularizar as instalações de fios. Esse projeto reduz a carga nos postes e melhora o visual, além de garantir mais segurança para população. Vamos atuar junto às empresas de telecomunicações, cumprindo as regulamentações”, comenta Cesar Seixas Salomão, que é engenheiro de distribuição na Energisa Mato Grosso. 

Energia orienta. População pode ajudar

Além de fiscalizar e enviar as notificações, a companhia também tem trabalhado em oferecer orientações de segurança para as principais operadoras de telecomunicação de Mato Grosso. Nesses eventos, são destacados pontos que explicam a importância das regularizações dos cabos de telefonia e internet. A população também pode auxiliar nesse trabalho. Em casos que oferecem riscos, é possível acionar a Energisa, que enviará uma equipe ao local para analisar a situação, pelos canais de atendimento: 0800 6464 196 ou enviar imagens para a GISA no WhatsApp (65) 99999-7974.