População do Estado conta com mais estabilidade e menos interrupções de energia do que a maioria dos brasileiros

Dados divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostram que o serviço de distribuição de energia elétrica em Mato Grosso está entre os melhores do Brasil. Isso significa que os mato-grossenses têm um fornecimento de energia mais estável e com menos interrupções do que a maioria da população de outros estados brasileiros. O levantamento, apresentado em março desse ano, também revela que a quantidade de vezes em que a energia é interrompida diminuiu. A informação faz parte do ranking de qualidade dos serviços publicado no último dia 15 pela agência reguladora e que avaliou os serviços prestados pelas concessionárias de todo o país em 2020.

Todos os anos, a Aneel verifica, entre janeiro e dezembro do ano anterior, o chamado Desempenho Global de Continuidade (DGC). O estudo considera uma comparação entre a quantidade de horas e o número de vezes que o cliente ficou sem energia. O indicador DEC é usado para medir as horas que o cliente fica sem luz e o FEC acompanha quantas vezes o fornecimento foi interrompido.

Eliana Matos Seguro, moradora de Alta Floresta, cidade a cerca de 790 quilômetros de Cuiabá, conta que percebeu a melhora da qualidade do fornecimento na sua região. “Quando estou em casa, na cidade, tem sido muito tranquilo, percebo que os problemas de falta de energia diminuíram muito. É nítida a evolução. Na área rural observamos ainda casos de falta de luz, até mesmo por estar em localização com mais árvores, mas a equipe local faz o possível para resolver”, comenta.

É o terceiro ano consecutivo em que a Energisa Mato Grosso fica entre as 5 melhores distribuidoras de grande porte do país, categoria que reúne as empresas com mais de 400 mil clientes. Para o gerente de Operação do Sistema da Energisa Mato Grosso, Thiago Martins de Moraes, o resultado confirma o compromisso da empresa em prestar um serviço cada vez melhor à sociedade mato-grossense. “Nossa atuação se torna ainda mais relevante em um ano em que as pessoas ficaram grande parte do tempo em suas casas, inclusive trabalhando de forma remota, e totalmente dependentes da energia elétrica. É um serviço essencial que traz desenvolvimento econômico para o estado e mais conforto e possibilidades para as pessoas. Por isso, trabalhamos para entregar sempre o melhor, com a convicção de que podemos sempre evoluir”, avalia.

O bom resultado está diretamente ligado aos investimentos feitos pela Energisa ao longo dos quase sete anos de atuação no Estado, que ultrapassaram o montante de R$ 4 bilhões. Somente em 2021, a concessionária investirá mais de R$ 570 milhões na região. Segundo o diretor-presidente da Energisa Mato Grosso, Riberto José Barbanera, o sistema elétrico em Mato Grosso tem recebido melhorias e expansões continuamente. “Planejamos os investimentos para dar ao Estado a estrutura necessária para manter seu desenvolvimento econômico e social. Hoje, temos confiabilidade para que novas empresas venham investir na região e mais famílias possam ter o conforto que a energia elétrica possibilita. Temos bastante por fazer, sabemos disso, mas essa é uma sinalização que mostra claramente que estamos no caminho certo”, explica.

Segundo Barbanera, outro ponto fundamental para a melhoria da qualidade dos serviços são as equipes que estão nas ruas cuidando para que os clientes não fiquem sem energia elétrica. “Nós temos hoje cerca de 2,5 mil colaboradores da Energisa espalhados por todo o Estado e, sem dúvida alguma, o compromisso de cada um deles, em cada cidade onde atuam, faz toda a diferença. Mesmo com a pandemia, não paramos um só minuto de trabalhar para que aqueles que estavam em casa pudessem ter mais tranquilidade. E estamos fazendo isso priorizando a segurança e a proteção dos nossos colabores”, afirma.

Além dos investimentos para melhorar a qualidade e a estabilidade do fornecimento de energia no estado, a Energisa tem priorizado a ampliação do acesso à energia elétrica para a população. Mais de 15 mil famílias receberam energia pela primeira vez em suas casas por meio do Programa Luz Para Todos desde que a empresa chegou ao estado.

Obras em todos os municípios

Entre os investimentos da empresa nos últimos anos estão as construções de, aproximadamente, 1,2 mil quilômetros de linhas e 17 novas subestações, a ampliação e modernização de 60 subestações, mais de R$ 400 milhões em incorporação de redes elétrica, entre outros.   Todos os 141 municípios do estado foram beneficiados com investimentos, que incluíram também manutenção e modernização da rede elétrica e renovação de toda a frota de veículos.

Obras estruturantes para receber novos clientes foram realizadas de forma estratégica, com a ligação de Rondolândia e Paranorte ao Sistema Interligado Nacional (SIN), fazendo com que os moradores da região passassem a ter energia limpa e confiável em seu dia a dia. A empresa agora trabalha na ligação de Guariba ao SIN, último local do estado que ainda não é interligado. A interligação está prevista para 2021.

Desempenho em outros estados 

O Grupo Energisa bateu recordes de qualidade de serviço e teve nove de suas onze distribuidoras posicionadas entre as melhores do Brasil, de acordo com o ranking da Aneel. O maior grupo privado nacional do setor elétrico é também o que mais pontuou entre as primeiras colocadas: na relação das concessionárias de grande porte (mais de 400 mil unidades consumidoras), sete empresas do Grupo estão entre as 12 melhores. Já entre as distribuidoras de pequeno porte, duas empresas do Grupo Energisa aparecem entre as oito melhores.

“Mesmo em um ano marcado pelos impactos da pandemia de Covid-19, nosso maior desafio foi adotar medidas para a preservação da saúde de nossos colaboradores e clientes, bem como manter a qualidade dos serviços no estado para melhorar os indicadores de qualidade com recorde histórico”, afirma Riberto José Barbanera, diretor-presidente da Energisa Mato Grosso.