Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Sorriso e Rondonópolis são cidades que mais registram acidentes

Dados da Energisa Mato Grosso mostram que mais de 180 mil clientes foram prejudicados neste ano por batidas em postes. Ao todo, são 564 casos até o momento e as maiores incidências ocorrem às segundas e sextas-feiras. Cuiabá, Várzea grande, Sinop, Sorriso e Rondonópolis são as cidades com os índices mais altos. Nesta semana o motorista de um veículo Gol perdeu o controle da direção e bateu contra um poste de energia, na avenida Historiador Rubens de Mendonça, em Cuiabá, na madrugada de segunda-feira, 27 de setembro. Apesar do dano material, ninguém se feriu gravemente. Com o impacto da batida, o poste foi removido da base.

O gerente de Operações da Energisa Mato Grosso alerta que além dos perigos relacionados à batida, existem risco de outras consequências nesses acidentes, como o choque elétrico, que pode acontecer com o motorista, os passageiros e os pedestres que estiverem próximos. Segundo Thiago Martins, as redes de distribuição da Energisa possuem uma tecnologia de proteção que desativa o fornecimento de energia quando há interferência nos cabos ou postes, mas, mesmo assim, ainda há riscos quando ocorre uma colisão. 

Muitas vezes, outro impacto causado pelo abalroamento de postes é a queda de energia de moradores próximos da região da ocorrência. “Nesses casos, quando a rede elétrica é afetada, nossas equipes se mobilizam para efetuar o reparo. Manobras de transferência da carga para outros circuitos são realizadas pelo nosso Centro de Operação Integrado, visando restabelecer a energia para a maior quantidade de clientes o mais rápido possível. Porém, as casas que ficam próximas ao local do poste atingido vão ficar sem energia por uma questão de segurança para a realização do trabalho”, explica Thiago. Uma troca de postes pode durar de 4 a 8 horas, dependendo da localidade, acesso, quantidade de estruturas e equipamentos envolvidos. “Já na zona rural as vezes encontramos muitas dificuldades com as estradas para acesso com os caminhões,” acrescentou o gerente. 

Em caso de acidentes

No momento da batida, alguns cuidados devem ser tomados pelo motorista, passageiros, pedestres e moradores da região. “É importante nessa situação que quem estiver dentro do veículo não saia, principalmente, se o poste e cabos de energia estiverem sobre o carro. A orientação é esperar dentro do veículo e não tocar nas partes metálicas, e acionar de imediato a Energisa. Assim, uma equipe especializada realizará todos os procedimentos necessários com a máxima segurança”, orienta o coordenador de Saúde e Segurança da Energisa Mato Grosso, Victor Hugo de Amorim Oliveira.

Outra instrução dada por Victor é para que as pessoas mantenham distância do local do acidente e da rede elétrica. “Muitas pessoas tentam filmar ou tirar fotos ficando próximo do local, o que aumenta o risco de que outros acidentes aconteçam”, ressalta Victor.

Canais de comunicação

Se houver acidentes com impactos na rede elétrica, a Energisa deve ser comunicada pelos canais oficiais: 

• Aplicativo Energisa On (disponível para iOS e Android)  

• Assistente virtual (WhatsApp) – (65) 99999 7974

www.energisa.com.br       

• Agências de atendimento presencial  

• Call center – 0800 6464 196